Site do Centro de Documentação e Memória - ICEFLU - Patrono Sebastião Mota de Melo

Tradução Google

Portuguese Dutch English French German Italian Japanese Spanish

PORTFÓLIO DO PROGRAMA AMAGAIA DISPONÍVEL

0
0
0
s2sdefault

É com grande alegria que a ICEFLU anuncia a publicação do Portfólio do Programa AmaGaia. 

 
Atualmente a ICEFLU apoia diversos projetos socioambientais na Vila Céu do Mapiá, através do Programa AmaGaia. O Programa se consolida como um conjunto de ações e projetos coordenados que visa apoiar e fortalecer a sustentabilidade comunitária em suas quatro dimensões: social, econômica, ecológica e cultural. O Programa vem sendo construído pelos moradores da comunidade, em parceria com uma rede mundial de apoiadores.
 
O Portfólio do Programa  AmaGaia reúne informações sobre a Vila Céu do Mapiá e sobre o processo participativo de criação do programa, apresentando ações estratégicas em diferentes dimensões da sustentabilidade comunitária e informações mais detalhadas dos projetos em desenvolvimento atualmente. O arquivo é disponibilizado nas versões português e inglês e permite fazer download e impressão.
 
Cópias impressas deste material também podem ser consultadas na Vila Céu do Mapiá, na sede da AMVCM, na Escola Cruzeiro do Céu e no escritório do IDARIS.

O 2019 Portfólio AMAGAIA está disponível aqui:

Portfólio AMAGAIA (Português): http://www.santodaime.org/site/files/sdadmin/amagaia_portfolio_2019_pt.pdf

Portfolio AMAGAIA (English): http://www.santodaime.org/site/files/sdadmin/amagaia_portfolio_2019_en.pdf
 

Homenagem ao Mestre Conselheiro

0
0
0
s2sdefault
Neste momento, penso nas inúmeras vezes que empunhei a pena para homenagear meus mestres, padrinhos, afilhados, companheiros e amigos que já se foram. Acho que este tipo de homenagem póstuma chama-se necrológico... foi assim com os padrinhos Mario Rogério, Sebastião Mota, Manoel Corrente, Wilson Carneiro e outros.
 
Hoje, na véspera do São João, sabendo da notícia do AVC do nosso querido Luis Mendes do Nascimento, o Mestre Conselheiro como é carinhosamente chamado, ouvindo a mensagem de fé e esperança enviada pelo meu estimado amigo Saturnino, ainda hesito em escrever estas poucas linhas.
 
Isto porque, apesar da extrema gravidade da doença e as poucas chances de uma recuperação, nunca desaparece completamente a esperança no milagre. E nesta medida não seria de bom augúrio escrever um necrológico nesta situação, me antecipando aos desígnios de Deus.
 
Então na minha meditação, descubro que estas palavras não são necessariamente uma homenagem fúnebre mas um testemunho. Testemunho de consideração e  respeito, a este homem que conseguiu a proeza de igualar a sabedoria com a humildade, num grau difícil de ser alcançado. Por isto, ele pode ser considerado um dos últimos pilares vivos desta Doutrina, como foram o Mestre Irineu e o Padrinho Sebastião.
 
Nesta medida, melhor que estas palavras sejam ditas e que esta homenagem seja feita, ainda em vida, neste estado transitório que os budistas tibetanos chamam de Bardo, um estado intermediário entre a vida e a morte, também afirmado pelo nosso Mestre quando diz: “o morrer é igualmente ao nascer”. 
 
E se a vontade de Deus for chamar seu Luís ao seu seio, estas palavras também consagraram uma despedida deste grande homem, do nosso convívio neste plano material. E temos a fé de que elas poderão ser ouvidas de algum modo por ele na Espiritualidade.
 
Melhor dizendo, isto não faz diferença, pois gente da estirpe do seu Luis Mendes estará sempre viva, viverá sempre no coração e na memória de todos nós. Em momentos como estes, nos deparamos, pequeninos que somos, ante o grande e crucial mistério desta travessia. Sem medo nem vergonha de implorar um milagre e ao mesmo tempo serenos e confiantes que a Eternidade está aqui e agora, em todos e a cada momento. 
 
Temos de um lado a promessa da ressurreição contida no testemunho dos apóstolos e de Maria Madalena, vinda da parte do Nosso Senhor, aquele que venceu a morte. E por outro lado devemos ter também a consciência de pertencer a este grande Todo que é a Vida, se manifestando desde sempre neste eterno fluxo. De onde iremos, quando muito, apenas atravessar para a outra margem. E compreender que ela, a Vida, já é o próprio milagre, que não precisamos morrer para descobrir isto!
 
Claro que neste momento também surgem as evocações, as lembranças e as saudades, a amizade nascida dos tempos em que ele acompanhou o padrinho Sebastião, selando esta aliança inabalável entre as nossas irmandades, a festa do Centenário, etc. E ainda recordações minhas mais particulares, como dos primeiros encontros que tivemos ao final dos anos oitenta, as visitas que fiz no Alto Santo, Bujari e Fortaleza... a grande honra e prazer que tive em hospedá-lo duas vezes na minha casa no Mapiá e também no período que minha filha Paula morou e foi recebida com todo carinho na casa do Saturnino quando foi estudar em Rio Branco. 
 
Da última vez que nos vimos, durante os festejos dos 90 anos da Madrinha Rita no Mapiá, guardo uma imagem muito nítida de encontrá-lo bem cedo na varanda da minha casa no Mapiá, muito compenetrado, lendo meu livro “ O Evangelho segundo Sebastião Mota”. Aí ,depois dos cumprimentos, a prosa começava e não dava vontade de parar mais...
 
Era um homem de alegria contagiante. E é assim que vamos sempre nos lembrar dele. Pois ao final deste último parágrafo, este velho companheiro do Mestre foi lhe fazer companhia. 
 
São Pedro, puxa as cadeiras, que hoje vai ter um discurso bonito no Céu!
 
Viva o Mestre Raimundo Irineu Serra
Viva o Padrinho Sebastião Mota
Viva o Mestre Conselheiro Luis Mendes do Nascimento
 
Alex Polari de Alverga,
Conselho Doutrinário da ICEFLU
 

Nota de Esclarecimento Janeiro de 2019

0
0
0
s2sdefault

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO MAPIÁ ELEGE NOVA DIRETORIA

0
0
0
s2sdefault
A Associação de Moradores da Vila Céu do Mapiá – AMVCM, elegeu sua nova diretoria no último dia 3 de de dezembro, que terá duração de 3 anos. Pela primeira vez em sua história a instituição teve duas chapas concorrendo, denominadas Comunitária e Terra. A primeira foi formada em reuniões do Grupo de Trabalho Interinstitucional – GTI e se apresentou com os 9 nomes integrantes dos Conselhos Administrativo, Comunitário e Fiscal e mais 37 pessoas compondo as 15 gestorias (12 já existentes mais 3 criadas para esta composição). A segunda, formada na última semana antes da eleição apresentou-se com os 9 nomes necessários para viabilizar sua participação no pleito. Ao final, com 137 votantes, a chapa Comunitária venceu por 75 a 60 votos, com 1 branco e 1 nulo, um diferença de 25% no total de votos válidos. 
 
Após a eleição, no dia 12 de dezembro, os membros da nova diretoria se reuniram para, no formato amagaiano (baseado nos cursos ministrados pela Rede Global de Ecovilas), elaborar seu planejamento trimestral, anual e trienal. Após uma apresentação das atribuições estatutárias de cada um dos Conselhos e gestorias e as parcerias e conexões com órgãos governamentais e não governamentais, os participantes foram divididos em mesas temáticas onde detalharam suas propostas de atuação. Este planejamento detalhado e orçado está agora sendo sistematizado para ser apresentado e finalizado em um próximo encontro amagaiano a ser realizado em meados de janeiro de 2019. 
 
Em linhas gerais a AMVCM vai focar na captação de recursos para a construção de sua nova sede (planta arquitetônica já feita), negociar politicamente para a elevação da Vila à categoria de Distrito e trabalhar para a elaboração participativa do Plano Diretor da Vila (projeto já preparado),  que terá como consequência o recadastramento dos moradores, a regularização fundiária, emissão dos CCDRUS (Contrato de Cessão de Direito Real de Uso já em mãos do ICMBIO, espécie de escritura a que cada morador terá direito), regimento interno, planejamento viário, proteção de mananciais etc. Os Conselhos e gestorias estão se preparando também para organizar a Comunidade para os grandes eventos de 2020 como os 70 anos do Padrinho Alfredo, os 96 anos da Madrinha Rita, os 100 anos do Padrinho Sebastião e a inauguração do novo templo da ICEFLU, entre outros. Para tanto, dentro de seu planejamento, estão estudando formas de captação de recursos e padronizando seu sistema de prestação de contas.
 
Veja no quadro abaixo como ficou a composição final da diretoria, suas atribuições e conexões.

 

Reunião de Planejamento da AMVCM

Conselhos e Gestorias Planejam Ações
.
 

Eleitores votando
.


CONSELHO ADMINISTRATIVO
CARGO / NOME AÇÕES PRIORITÁRIAS CONEXÕES / APOIOS EXTERNOS
PRESIDENTE
JOAO EVANGELISTA - VANJA
Coordenar os mutirões
Administrar as finanças em conjunto com a secretaria geral
Apoiar as ações dos outros Conselhos
Promover a demandas da AMVCM junto às instituições em geral e aos governos municipal, estadual e federal
Representar a instituição perante outros órgãos
SISTEMA CONTÁBIL PADRÃO ICEFLU
GOVERNOS MUNICIPAL, ESTADUAL E FEDERAL  ICMBIO - INCRA
VICE-PRESIDENTE
CLARA IURA
 
Substituir o presidente em sua ausência
Apoiar as ações da presidência
IDEM
SECRETARIA DA PRESIDÊNCIA
NILDA PENTEADO
Zelar a documentação da AVMCM
Redigir as atas das reuniões da presidência
Auxiliar os procedimentos burocráticos e financeiros da presidência
IDEM

CONSELHO COMUNITÁRIO
CARGO / NOME AÇÕES PRIORITÁRIAS  
SECRETÁRIO GERAL
OSWALDO GUIMARÃES
  • Articular e promover a realização do projeto de elaboração do Plano Diretor
  • Promover a elevação da Vila à categoria de Distrito, proporcionando relativa independência política e financeira
  • Promover a presença do cartório eleitoral na Vila dobrando seu eleitorado para eleger 2 vereadores e torna-la fiel da balança na eleição municipal
  • Apoiar a interlocução da administração junto às instituições em geral e aos governos municipal, estadual e federal
  • Promover a atualização cadastral de moradores e visitantes
  • Administrar as finanças em conjunto com a presidência
  • Apoiar as ações dos outros Conselhos
  • Articular as gestorias
  • Registrar as ocorrências disciplinares E realizar a convocação do CED
  • Auxiliar a recepção de visitantes
ICEFLU - AMAGAIA – ISAVIÇOSA – ISES –  UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA - NÚCLEO CAPIVARA – SOBROSA – GOVERNOS MUNICIPAL, ESTADUAL, FEDERAL, ICMBIO, INCRA
SECRETÁRIO EXECUTIVO
IRENE VILLARREAL
Substituir o secretário geral em sua ausência
Apoiar as ações da secretaria geral
IDEM
SECRETARIA FINANCEIRA
FRANCESCO LAGES
Auxiliar a secretaria geral e a presidência nas ações financeiras
Elaborar o Livro Caixa
Realizar a prestação de contas financeira
SISTEMA CONTÁBIL ICEFLU

                                                                                                                CONSELHO FISCAL
CARGO / NOME AÇÕES PRIORITÁRIAS  
CONSELHEIRO
CRISTIAN
Aconselhar e fiscalizar as ações administrativas, comunitárias e financeiras SISTEMA CONTÁBIL ICEFLU
CONSELHEIRA
JANETE
Aconselhar e fiscalizar as ações administrativas, comunitárias e financeiras SISTEMA CONTÁBIL ICEFLU
CONSELHEIRO
NICOLAU
Aconselhar e fiscalizar as ações administrativas, comunitárias e financeiras SISTEMA CONTÁBIL ICEFLU

 CONSELHO COMUNITÁRIO - GESTORIAS
GESTORIA / NOME AÇÕES PRIORITÁRIAS  
COZINHA GERAL
REGINA e TELMA
Administrar a Cozinha Geral
Coordenar as ações de alimentação comunitária
RESTAURANTE SOBROSA – CENTENÁRIO /ISES
EDUCAÇÃO
GUILLERMO E SANNI
Apoiar, sugerir e executar ações educacionais comunitárias infantis, juvenis e adultas. IRMANDADE DA HOLANDA - DOS EUA – DO JAPÃO - PROJETO ESCOLA DA PONTE / NÚCLEO 5ª. DIMENSÃO – PROJETO KAUSTRUP
SAÚDE
 ISABEL, IARA, DANIEL E MARIANA
Promover ações de saúde e articular junto à instituições e prefeituras PREFEITURAS MUNICIPAIS DE PAUINI E BOCA DO ACRE E GOVERNO ESTADUAL, CMF E CENTRO DE SAÚDE VILA CÉU DO MAPIÁ
SAÚDE AMBIENTAL
RITA SILVEIRA, MARIA CAMURÇA E JOANA ROSA
Gerir e planejar a coleta, destino e reaproveitamento dos resíduos sólidos PROJETO RESÍDUOS SÓLIDOS / NÚCLEO CAPIVARA
SEGURANÇA
JOSÉ CORRENTE, ROBERTO CORRENTE E SILVINO
Zelar a segurança, articular o CED e executar suas resoluções POLICIAS CIVIL, MILITAR E FEDERAL / PROJETO JUSTIÇA RESTAURATIVA
PRODUÇÃO
JOÃO CORRENTE, DARIO E EDILSON DORNELLES
Promover ações de produção agrícola
Assessorar a diretoria no acompanhamento da produção do Plano de Manejo
AGROPRAIA – AGROFLORESTA – QUINTAIS PRODUTIVOS / ISES
COMUNICAÇÃO
ROBERTO SANTÁGATA, KÉZIA, SIMONE E ALESSANDRA
Administração e manutenção do Telecentro/Rádio Jagube, apoio às atividades de comunicação da AMVCM e acompanhamento das atividades do Canal Jagube. TELECENTRO – RÁDIO JAGUBE – CANAL JAGUBE – JORNAL DO CÉU / CÉLULA COMUNICAÇÃO ICEFLU
TRANSPORTE E ABASTECIMENTO
CARLOS BARSÉ E TIAGO DOZZO
Assessoria e gestão dos assuntos relativos ao transporte e abastecimento comunitários OFICINA ESCOLA DE MECÂNICA E BORRACHARIA
TRABALHO
PEDRO VICENTE E DAMIÃO
Planejamento e coordenação dos mutirões
Mobilização da mão de obra comunitárias
ISES
OBRAS
JOSÉ CORRENTE E FRANCISCO ALVES
Acompanhamento e gestão das obras comunitárias NOVA SEDE AMVCM – POSTO DE SAÚDE – ESCOLA MUNICIPAL INFANTIL / SOBROSA - ISES
RECEPÇÃO
IRENE VILLARREAL E MOARA BARSÉ
Assessoria e gestão das atividades de recepção aos visitantes CENTENÁRIO DO PD. SEBASTIÃO – ISES
PROMOÇÃO SOCIAL
ROSINEIDE RAULINO, SONIA PALHARES E CLAUDIA ARRUDA
Acompanhamento das necessidades sociais e de saúde da população e promoção de seu bem estar social PROJETO ALEX/SONIA – GRUPO IRMANDADE – PROJETO PAPAI VELHO MAMÃE VELHA
CONSTRUÇÃO DA IGREJA
TIAGO E JAVAN PAIVA
Articulação das atividades relativas a obra da igreja e a AMVCM ICEFLU - SOBROSA
JOVENS E EVENTOS
MABEL E GABRIELA
Articulação do Movimento dos Jovens com as atividades da AMVCM e promoção de eventos culturais, esportivos, etc. MOVIMENTO HERDEIROS DO PADRINHO – PROJETO CAPOEIRA
MANEJO MADEIREIRO
FRANCINETE, JOÃO COUTINHO E PEDRO ADNET
Assessorar a AMVCM no acompanhamento das atividades do Plano de Manejo Madeireiro COOPERAR / (FUNDO AMAZÔNIA, FUNDAÇÃO ITAÚ ETC)
     
 
 
 

Campanha 'Floresta em pé e artesanato na mão!'

0
0
0
s2sdefault
Floresta em pé e artesanato na mão! (english version below)

Visite a página oficial da campanha no http://juntos.com.vc/pt/jardimdanatureza
 
A Oficina-Escola Jardim da Natureza (OEJN) é um espaço comunitário da Vila Céu do Mapiá, comunidade localizada no coração da Amazônia, na Floresta Nacional do Purus, município de Pauiní, estado do Amazonas.
 
A OEJN desenvolve atividades e estudos voltados às formas alternativas de educação e geração de renda, como oficinas de capacitação e produção em artesanato, produção de mudas e replantio de espécies nativas, beneficiamento de frutas, extração artesanal de óleos, identificação de espécies, orquidário, atividades de conscientização ecológica para crianças e jovens, entre outras.
 
Trata-se de um trabalho coletivo protagonizado por mulheres e jovens. A linha de produtos é artesanal e prioriza a utilização de elementos naturais da floresta.
 
Os principais objetivos da OEJN são:
 
Promover o resgate cultural amazônico pela pesquisa e multiplicação de técnicas artesanais e costumes alimentares regionais.
Incentivar o diálogo com outros saberes através do estudo das artes, da culinária e técnicas artesanais variadas (crochê, pintura, plantas alimentícias não convencionais, entre outros).
Fortalecer-se tanto como espaço educador como de produção.
Desenvolver produtos de qualidade a serem comercializados gerando renda para jovens artesãos.
Desde 2016, a produção é organizada por meio da realização de diversas oficinas, unindo artesãs, artesãos e jovens aprendizes. As oficinas são frequentadas por cerca de 15 artesãos, entre adultos e jovens. São elas: oficina de pintura, tintas e tingimentos naturais nos mais diversos materiais e oficina de culinária local (alimentos locais e plantas alimentícias não-convencionais - PANCs), crochê com linha de Tucum e produção de biojóias. Jovens aprendizes são apoiados pelo projeto através de uma bolsa de estudos e participação nos resultados das vendas de peças produzidas.
 
Atualmente, cinco mulheres, dois homens e 20 jovens estão envolvidos nas atividades da Oficina Escola Jardim da Natureza. A OEJN funciona às quartas-feiras e aos sábados , com duas a três oficinas acontecendo concomitantemente. Em ambos os dias são servidos lanche e almoço, priorizando os alimentos locais.
 
Para a continuidade das atividades, a OEJN precisa do seu apoio!
 
A campanha Floresta em pé e artesanato na mão! promovida pelo Programa AmaGaia, é a oportunidade para você colaborar com esse trabalho. A presente campanha tem como meta arrecadar R$ 21.168,00¹ para possibilitar que um total de 10 jovens possam ser contemplados com uma bolsa de estudos pelo período de 1 ano.
 
Programa AmaGaia
 
O Programa AmaGaia é um conjunto de ações e projetos coordenados que visa fortalecer a sustentabilidade comunitária na Vila Céu do Mapiá, em suas quatro dimensões: social, econômica, ecológica e cultural. O Programa vem sendo construído de forma participativa com os moradores da comunidade, em parceria com uma rede mundial de apoiadores. Oferece apoio à criação e gestão colaborativa de projetos comunitários, e fomento a projetos estratégicos transversais, através de um processo contínuo de aprendizagem social. Uma das frentes do Programa AmaGaia é o apoio ao protagonismo jovem na comunidade. Em campanha recente, graças à generosidade de pessoas que acreditam nesta causa, conseguimos dez bolsas para jovens participarem do projeto Centro Medicina da Floresta, também sediado na Vila. Com a presente campanha em favor da OEJN, o Programa visa aumentar o número de jovens recebendo apoio para desenvolver seus dons e talentos através do contato com a arte e com os saberes da floresta.
 
Contribua e faça parte desta história!  http://juntos.com.vc/pt/jardimdanatureza
 
¹Este valor inclui as taxas de pagamento e da plataforma Juntos.com.vc.
 




English version:
 
Standing forest and handicrafts in hand!
 
The OEJN (Workshop-School of the Jardim de Natureza) is part of the Céu do Mapiá community, located in the heart of the Amazon, in the Purus National Forest, municipality of Pauiní, Amazonas, Brazil.
 
OEJN develops activities and studies focused on alternative forms of education and income generation, such as training and production workshops on handicrafts, seedlings production and replanting of native species, fruit processing, artisanal extraction of oils, identification of species, orchids, activities for children and youth, among others. It is a collective work carried out by women and young people. The product line is handmade and prioritizes the use of natural elements of the forest.
 
The main objectives are:
 
Amazonian cultural rescue through research and multiplication of artisanal techniques and regional food customs;
 
To encourage dialogue between different knowledges through the study of arts, cooking and various craft techniques (crochet, painting, unconventional food plants, among others);
 
Strengthen itself both as an education and production space;
 
Develop quality products to be marketed generating income for young artisans.
 
Since 2016, the production is organized through the realization of several workshops, joining artisans and young apprentices. The workshops are attended by about 15 artisans, among adults and youth. They are: painting workshop, paints and natural dyes in the most diverse materials and local cooking workshop (local foods and unconventional food plants - PANCs), crochet with Tucum line and production of biojewels. Young apprentices are supported by the project through a scholarship and participation in the results of sales.
 
Currently, five women, two men and 20 young people are involved in the activities of the Jardim Escola da Natureza. The OEJN operates on Wednesdays and Saturdays, with two to three workshops taking place concurrently. On both days lunch and coffee breaks are offered to the participants, prioritizing local foods.
 
For the continuity of activities, OEJN needs your support!
 
The campaign Forest standing and handmade crafts! promoted by the AmaGaia Program, is the opportunity for you to collaborate with this work. This campaign aims to raise R $ 21.168,00 to enable a total of 10 young people to receive a scholarship for a period of one year.
 
AmaGaia Program
 
The AmaGaia Program is a set of coordinated actions and projects which aim the strengthening of community sustainability in the Mapiá Village, in four dimensions: social, economic, ecological and cultural. The Program has been built in a participatory way with community residents, in partnership with a worldwide network of supporters. It provides support for the creation and collaborative management of community projects, and fosters strategic cross-cutting projects through a continuous process of social learning.
 
One of the action lines of the AmaGaia Program is support for youth protagonists in the community. In a recent campaign, thanks to the generosity of people who believe in this cause, we have obtained ten scholarships for young people to participate in the Centro Medicina da Floresta project, also based in Mapiá. With the present campaign, in favor of OEJN, the Program aims to increase the number of young people receiving support to develop their gifts and talents through contact with the art and knowledge of the forest.
 
Contribute and be part of this story!  http://juntos.com.vc/en/jardimdanatureza
 

Jornal do Céu Julho / 2018 - O NOVO TEMPLO

0
0
0
s2sdefault
Apresentamos a nova edição do jornal de notícias do Céu do Mapia, com muitas notícias sobre o projeto da nova Igreja Matriz. Clique aqui ou na imagem para baixar o PDF, ou clique aqui para acessar o jornal dentro do site no formato web. 

(We present the newest edition of the official newsletter of Céu do Mapiá, with extensive reporting about the Mother Church project - and we are also very pleased to present the first full translation of the Jornal do Céu in English for the benefit of our international community - click here or on the image below to download the PDF, or click here to view the newsletter in web format.) 
 
    

Arquivos do Blog