Site do Centro de Documentação e Memória - ICEFLU - Patrono Sebastião Mota de Melo

Tradução Google

Portuguese Dutch English French German Italian Japanese Spanish

Notícias Sobre Padrinho Alfredo

0
0
0
s2sdefault

SECRETARIA ICEFLU
 
Nota 01: 24/02/2020
 
Prezada irmandade do Santo Daime,
Semana passada, em Ipixuna, houve um incidente com o Padrinho Alfredo enquanto estava em uma lancha, causando uma lesão em uma vértebra. Foi medicado e passa bem.
Padrinho Alfredo está a caminho de São Paulo, para dar seguimento ao tratamento. Fará uma ressonância magnética e repouso.
Em breve mandaremos mais notícias.

Dear irmandade of Santo Daime,
Last week, in Ipixuna, there was an incident with Padrinho Alfredo while on the speedboat, causing an injury to a vertebra. He was medicated and is well.
Padrinho Alfredo is on his way to São Paulo to continue the treatment.
Soon we will send more news.


SECRETARIA ICEFLU
 
Nota 02: 26/02/2020
 
Prezada irmandade do Santo Daime,
Padrinho Alfredo já foi atendido por médicos em São Paulo e não necessitará de cirurgia, somente repouso e tranquilidade para a calcificação da vértebra fraturada. Está na casa de um irmão, em São Paulo, sob os cuidados da família e amigos.
Agradecemos a toda irmandade pelos votos e preces de saúde, seguimos nesta corrente.

Dear irmandade of Santo Daime,
Padrinho Alfredo received medical care in São Paulo and he does not require surgery, but will need much rest and calmness so that the fracture can heal on its own. He’s recuperating at the home of friends in São Paulo, under the care of family and friends.
Many thanks for the support, prayers and kindness, and thanks to all those who are positively connected.

ICEFLU - SANTO DAIME INFORMA - 7a Edição

0
0
0
s2sdefault

 

Aqui publicamos a sétima edição do SANTO DAIME INFORMA - Material informativo do ICEFLU em formato PDF.

                                                                   English Version:
  

 

Lançamento Novo Acervo CEDOC

0
0
0
s2sdefault

No ano 2019, já em contagem regressiva para as comemorações do Centenário do Padrinho Sebastião, está se realizando o antigo sonho do Centro de Documentação e Memória do Santo Daime, que se consolida agora com a reunião física de seu acervo e assumindo o compromisso de zelar e preservar documentos, fotografias, vídeos, áudios e objetos relevantes para a doutrina, sua história e tradições, garantindo seu acesso e perpetuação para as futuras gerações.
 
Ao longo de nossa história muitos dos visitantes que chegaram para conhecer as comunidades na floresta e os rituais do Santo Daime tinham, também, o objetivo de fazer registros e estudos sobre a doutrina e a cultura local. Isto possibilitou a produção de diversos materiais que hoje são considerados registros históricos e memória viva para a irmandade, pesquisadores e curiosos.
Com sede inicial na comunidade do Céu da Montanha, em Visconde de Mauá, uma equipe de profissionais coordenada por Alex Polari trabalha no registro, identificação, digitalização, descrição e preservação destes acervos, que se encontravam dispersos e começaram a ser reunidos e organizados sob sua guarda. Dentre os materiais mapeados identificamos diversas fotografias e negativos, vídeos, áudios e documentos que retratam de alguma forma a doutrina em seus diversos aspectos.




Visite o novo acrevo do CEDOC:  clique aqui


 

ICEFLU - SANTO DAIME INFORMA - 3a Edição

0
0
0
s2sdefault

 

Aqui publicamos a terceira edição do SANTO DAIME INFORMA - Material informativo do ICEFLU em formato PDF.

                                                                   English Version:
 

PORTFÓLIO DO PROGRAMA AMAGAIA DISPONÍVEL

0
0
0
s2sdefault

É com grande alegria que a ICEFLU anuncia a publicação do Portfólio do Programa AmaGaia. 

 
Atualmente a ICEFLU apoia diversos projetos socioambientais na Vila Céu do Mapiá, através do Programa AmaGaia. O Programa se consolida como um conjunto de ações e projetos coordenados que visa apoiar e fortalecer a sustentabilidade comunitária em suas quatro dimensões: social, econômica, ecológica e cultural. O Programa vem sendo construído pelos moradores da comunidade, em parceria com uma rede mundial de apoiadores.
 
O Portfólio do Programa  AmaGaia reúne informações sobre a Vila Céu do Mapiá e sobre o processo participativo de criação do programa, apresentando ações estratégicas em diferentes dimensões da sustentabilidade comunitária e informações mais detalhadas dos projetos em desenvolvimento atualmente. O arquivo é disponibilizado nas versões português e inglês e permite fazer download e impressão.
 
Cópias impressas deste material também podem ser consultadas na Vila Céu do Mapiá, na sede da AMVCM, na Escola Cruzeiro do Céu e no escritório do IDARIS.

O 2019 Portfólio AMAGAIA está disponível aqui:

Portfólio AMAGAIA (Português): http://www.santodaime.org/site/files/sdadmin/amagaia_portfolio_2019_pt.pdf

Portfolio AMAGAIA (English): http://www.santodaime.org/site/files/sdadmin/amagaia_portfolio_2019_en.pdf
 

Homenagem ao Mestre Conselheiro

0
0
0
s2sdefault
Neste momento, penso nas inúmeras vezes que empunhei a pena para homenagear meus mestres, padrinhos, afilhados, companheiros e amigos que já se foram. Acho que este tipo de homenagem póstuma chama-se necrológico... foi assim com os padrinhos Mario Rogério, Sebastião Mota, Manoel Corrente, Wilson Carneiro e outros.
 
Hoje, na véspera do São João, sabendo da notícia do AVC do nosso querido Luis Mendes do Nascimento, o Mestre Conselheiro como é carinhosamente chamado, ouvindo a mensagem de fé e esperança enviada pelo meu estimado amigo Saturnino, ainda hesito em escrever estas poucas linhas.
 
Isto porque, apesar da extrema gravidade da doença e as poucas chances de uma recuperação, nunca desaparece completamente a esperança no milagre. E nesta medida não seria de bom augúrio escrever um necrológico nesta situação, me antecipando aos desígnios de Deus.
 
Então na minha meditação, descubro que estas palavras não são necessariamente uma homenagem fúnebre mas um testemunho. Testemunho de consideração e  respeito, a este homem que conseguiu a proeza de igualar a sabedoria com a humildade, num grau difícil de ser alcançado. Por isto, ele pode ser considerado um dos últimos pilares vivos desta Doutrina, como foram o Mestre Irineu e o Padrinho Sebastião.
 
Nesta medida, melhor que estas palavras sejam ditas e que esta homenagem seja feita, ainda em vida, neste estado transitório que os budistas tibetanos chamam de Bardo, um estado intermediário entre a vida e a morte, também afirmado pelo nosso Mestre quando diz: “o morrer é igualmente ao nascer”. 
 
E se a vontade de Deus for chamar seu Luís ao seu seio, estas palavras também consagraram uma despedida deste grande homem, do nosso convívio neste plano material. E temos a fé de que elas poderão ser ouvidas de algum modo por ele na Espiritualidade.
 
Melhor dizendo, isto não faz diferença, pois gente da estirpe do seu Luis Mendes estará sempre viva, viverá sempre no coração e na memória de todos nós. Em momentos como estes, nos deparamos, pequeninos que somos, ante o grande e crucial mistério desta travessia. Sem medo nem vergonha de implorar um milagre e ao mesmo tempo serenos e confiantes que a Eternidade está aqui e agora, em todos e a cada momento. 
 
Temos de um lado a promessa da ressurreição contida no testemunho dos apóstolos e de Maria Madalena, vinda da parte do Nosso Senhor, aquele que venceu a morte. E por outro lado devemos ter também a consciência de pertencer a este grande Todo que é a Vida, se manifestando desde sempre neste eterno fluxo. De onde iremos, quando muito, apenas atravessar para a outra margem. E compreender que ela, a Vida, já é o próprio milagre, que não precisamos morrer para descobrir isto!
 
Claro que neste momento também surgem as evocações, as lembranças e as saudades, a amizade nascida dos tempos em que ele acompanhou o padrinho Sebastião, selando esta aliança inabalável entre as nossas irmandades, a festa do Centenário, etc. E ainda recordações minhas mais particulares, como dos primeiros encontros que tivemos ao final dos anos oitenta, as visitas que fiz no Alto Santo, Bujari e Fortaleza... a grande honra e prazer que tive em hospedá-lo duas vezes na minha casa no Mapiá e também no período que minha filha Paula morou e foi recebida com todo carinho na casa do Saturnino quando foi estudar em Rio Branco. 
 
Da última vez que nos vimos, durante os festejos dos 90 anos da Madrinha Rita no Mapiá, guardo uma imagem muito nítida de encontrá-lo bem cedo na varanda da minha casa no Mapiá, muito compenetrado, lendo meu livro “ O Evangelho segundo Sebastião Mota”. Aí ,depois dos cumprimentos, a prosa começava e não dava vontade de parar mais...
 
Era um homem de alegria contagiante. E é assim que vamos sempre nos lembrar dele. Pois ao final deste último parágrafo, este velho companheiro do Mestre foi lhe fazer companhia. 
 
São Pedro, puxa as cadeiras, que hoje vai ter um discurso bonito no Céu!
 
Viva o Mestre Raimundo Irineu Serra
Viva o Padrinho Sebastião Mota
Viva o Mestre Conselheiro Luis Mendes do Nascimento
 
Alex Polari de Alverga,
Conselho Doutrinário da ICEFLU
 

Arquivos do Blog